Como denunciar descontos falsos na Black Friday?

O Procon SP divulgou, nesta terça-feira (24), um serviço para denunciar descontos falsos durante aBlack Friday através do Twitter e do Facebook. O órgão de defesa do consumidor pretende identificar fraudes e “maquiagem” nos preços com a ajuda dos usuários. As denúncias postadas com a hashtag #ProconSPdeolhoBlackFriday serão apuradas e a loja receberá notificação, caso haja alguma irregularidade. A Black Fridayacontece na próxima sexta-feira (27) com diversos descontos em lojas físicas e online.

Black Friday 2015: lojas se preparam para evitar novo recorde de queixas

Como denunciar descontos falsos na Black Friday?Veja como denunciar páginas e ofertas na Black Ffriday (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Durante a Black Friday deste ano, o usuário pode denunciar as ofertas suspeitas usando as redes sociais. Assim, o órgão de fiscalização já fica alerta sobre a página ou promoção. Mas como funciona? O Procon-SP público criou a hashtag #ProconSPdeolhoBlackFriday para ser usada nas publicações acompanhada do print ou link do site suspeito. O Twitter do Procon funciona no perfil “@proconspoficial” e no Facebook está disponível através do link www.facebook.com/proconsp.

Todas as suspeitas serão analisadas pelo Procon-SP que registrará um processo conforme a lei, caso encontre alguma irregularidade.

A ideia é acabar com a prática da “maquiagem de descontos” ou demais problemas, que acontecem quando a loja aumenta muito o preço de um produto e depois diminui para forjar uma promoção mais alta do que os concorrentes.

O que você quer ver mais barato na Black Friday? Comente no Fórum do TechTudo.

Para evitar problemas durante o evento online, o Procon também dá dicas de cuidados importantes, como pesquisar valores em outros sites de ofertas, imprimir documentos sobre o desconto, assim como o cartão de confirmação da compra.

Também é importante não utilizar redes de Wi-Fi ou computadores públicos na hora de fazer as compras para evitar ter os dados roubados, além de manter o antivírus atualizado e verificar no topo da página o certificado “HTTPS”, que garante maior segurança. Para finalizar, o Procon-SP disponibiliza uma lista de sites que já tiveram denúncias ou demais problemas e a dica é evitar estas páginas, mesmo que os valores sejam menores.

Para comparar preços e monitorar a queda dos valores – e suas variações ao longo dos meses e mesmo do dia – recomendamos utilizar ferramentas de comparação e análise em tempo real. Buscapé, Bondfaro,Zoom, Google Shopping, Baixou Agora e Reduza são alguns dos principais, e não faltam alternativas e opções. Além disso você também conta com uma lista de dicas para conferir se a loja é confiável, além de dicas de consumidores no Fórum do TechTudo. Participe e conte sua experiência aqui.

Via Procon SP

Do mesmo Autor

Relacionados

Advertismentspot_img

Últimos Artigos

Privacidade no Windows 11 – Isso a Microsoft não discutiu

Privacidade no Windows 11 - Isso a Microsoft não discutiu: Uma coisa que a Microsoft não discutiu: Privacidade no Windows 11 - Sem nenhuma...

Mozilla diz que a Última Característica do Chrome 94 permite a Vigilância

Mozilla diz que a Última Característica do Chrome 94 permite a Vigilância: O cromo 94 caiu oficialmente. Como sempre acontece com uma nova versão do...

O WordPress usa cookies? LGPD

O WordPress usa cookies? Cookies são pequenos arquivos de texto que são armazenados em um dispositivo do usuário quando ele visita um site. Eles...

Quer se manter atualizado com as últimas notícias?

Gostaríamos muito de ouvir de você! Por favor, preencha seus dados e nós nos manteremos em contato. É muito simples!