Oito curiosidades sobre a Black Friday no Brasil, segundo o Google

A Black Friday acontece no próximo dia 23 de novembro e diversas lojas e marcas oferecerão uma série de produtos a preços mais baixos no Brasil. A data fica somente atrás do Natal no que diz respeito à importância comercial no país. Mas qual é o tipo de produto mais vendido? Quando é o pico de compras? O que os consumidores em conta antes da aquisição? Devido ao crescimento e interesse nas promoções no país, o Google, em parceria com a consultoria Provokers, realizou um levantamento sobre comportamento e hábitos do brasileiro durante o período. Confira a seguir oito curiosidades sobre a Black Friday.

Oito curiosidades sobre a Black Friday no Brasil, segundo o Google

1. 71% dos entrevistados afirmam já terem comprado na Black Friday

De acordo com o Google, a Black Friday é a segunda data sazonal mais importante do Brasil, perdendo somente para o Natal. Na pesquisa realizada pela Gigante de Buscas, 71% dos brasileiros afirmaram já ter aproveitado alguma vez as promoções da data. O número de adesões dos entrevistados aumentou ao longo dos anos: apenas antes de 2013, apenas 13% compraram algum produto ou serviço na Black Friday , 30% em 2014 e 55% em 2016.

2. 44% dos produtos comprados no período são eletrônicos

Segundo a pesquisa, a variedade de produtos comprados aumentou de 3,4, em 2015, para 3,9 itens em 2017. No entanto, o mercado de eletrônicos é o que mais fatura na data, sendo esse tipo de produto responsável por 44% das compras feitas no período. Em segundo lugar aparecem os itens de vestuário e acessórios, que representam 19% das vendas, e, em terceiro, estão os games e mercadorias do ramo de beleza, empatados com 9% cada.

3. 80% dos consumidores realiza todo o processo de compra online

Entre os entrevistados pelo Google em 2017, 80% afirmaram que fizeram tanto o processo de pesquisa quanto o de compra online, ou seja, pelo computador ou dispositivos móveis. Já 11% fazem a consulta pela Internet e compra em loja física, enquanto 4% fazem o caminho inverso (compra online e pesquisa offline). Por fim, também representam 4% do total aqueles que realizam ambas as ações pessoalmente.

4. Metade dos brasileiros veem o preço como principal atributo na hora da decisão

Antes de adquirir um produto, é comum levar em consideração uma série de fatores. Na pesquisa realizada pelo Google, 49% dos entrevistados afirmaram que o preço é o principal atributo na hora de decidir se concluirá ou não a compra. Logo abaixo, com 27%, aparece a confiança na loja, seguida por confiança na marca (13%), frete (5%), pagamento parcelado (3%) e tempo de entrega (2%).

5. 16% das pessoas compram na data por impulso

Apesar de a Black Friday ser uma data em que muitos se organizam financeiramente para comprar algo por um preço mais baixo, 16% das pessoas confessaram que, apesar de não terem planejado, acabaram adquirindo produtos ao encontrarem um boa oportunidade. A maioria (33%), no entanto, considera o período uma oportunidade para comprar um item ou serviço que esperava. Já o que motivou 23% das pessoas foi o preço baixo para obter algo que utiliza sempre.

6. 35% souberam das promoções através de sites de e-commerce

Os anúncios e divulgações da Black Friday por meio de diferentes veículos ainda é bastante importante para que as pessoas lembrem da data, no entanto, 35% das pessoas ficam sabendo do evento ao entrar em sites de comércio online.

Já 26% são informados sobre as promoções ao receber e-mail do site da loja ou marca e 24% descobrem em sites de busca. Logo atrás, com 23%, estão aqueles que lembram devido às propagandas na TV, 19% ao acessar a página da loja/marca e também 19% pelas redes sociais.

7. Maioria das compras é feita mesmo na sexta-feira

A pesquisa realizada pelo Google apurou que 79% dos entrevistados realizam as compras na própria sexta. Desses, 38% adquiriram os produtos no início do dia, 28% no meio e 12% no final, por acreditarem que as ofertas ficam melhores.

8. Há mais apaixonados pela Black Friday do que descrentes com as promoções

Não é difícil ouvir falar de casos de “black fraude”, quando marcas aumentam o valor de produtos próximo à data promocional para baixá-los durante o período da Black Friday para o preço já praticado habitualmente. Isso é um dos motivos que faz com que algumas pessoas desconfiem um pouco das promoções anunciadas.

A pesquisa, entretanto, mostra que os apaixonados pela data representam 18% dos entrevistados, enquanto os descrentes constituem 15% do total. Os inseguros em realizar transações no período são 22%, mesmo percentual das pessoas que costumam compartilhar as ofertas nas redes sociais e daqueles que são compradores impulsivos, empolgados com os preços baixos.

Do mesmo Autor

Relacionados

Advertismentspot_img

Últimos Artigos

Privacidade no Windows 11 – Isso a Microsoft não discutiu

Privacidade no Windows 11 - Isso a Microsoft não discutiu: Uma coisa que a Microsoft não discutiu: Privacidade no Windows 11 - Sem nenhuma...

Mozilla diz que a Última Característica do Chrome 94 permite a Vigilância

Mozilla diz que a Última Característica do Chrome 94 permite a Vigilância: O cromo 94 caiu oficialmente. Como sempre acontece com uma nova versão do...

O WordPress usa cookies? LGPD

O WordPress usa cookies? Cookies são pequenos arquivos de texto que são armazenados em um dispositivo do usuário quando ele visita um site. Eles...

Quer se manter atualizado com as últimas notícias?

Gostaríamos muito de ouvir de você! Por favor, preencha seus dados e nós nos manteremos em contato. É muito simples!