Como os pais podem manter seus filhos seguros na internet?

Na sociedade de hoje, as crianças estão, sem dúvida, mais tech-savvy do que nunca, com muito mais acesso a dispositivos móveis e uma verdadeira riqueza de informações ao seu alcance, juntamente com uma maior compreensão da tecnologia e a maneira ela funciona.

No entanto, as crianças não estão cientes dos golpes que os cibercriminosos estão armando especificamente para enganá-las. Há milhares de novos golpes sendo criados a cada dia, tendo como alvo vários dispositivos e plataformas que as crianças usam. Mas, por que os cibercriminosos fazem isso? A resposta é simples: essa questão é um negócio muito rentável.

Estima-se, atualmente, que os consumidores britânicos perdem cerca de R$ 3,5 bilhões devido a golpes dos quais eles são vítimas a cada ano, o que corresponde a uma média de £ 70 para cada adulto vivo. Os cibercriminosos planejam cuidadosamente seus ataques, tentando ignorar a detecção de segurança e expandir a sua atividade maliciosa ao maior número de dispositivos possíveis.

Os pais devem estar sempre atentos a esses ataques, devido a alta proporção dos mesmos, que são especificamente criados para enganar os seus filhos.

A Sociedade e o Convívio com Ataques Cibernéticos

As mídias sociais, o Facebook, em particular, são a forma mais fértil para encontrar vítimas futuras. Os golpes mais populares junto das crianças via Facebook é atraí-las com brindes em forma de gadgets, como iPads e iPhones. Esse golpe, geralmente, redireciona vítimas para testes falsos, onde os dados pessoais são extraídos e podem ser usados ​​para roubo de identidade e para as mais variadas práticas de fraude.

Seus Filhos estão seguros na internet? e no celular e/ou tablet(ipad) ou Ipod.

O golpe mais popular a partir do Facebook, desde o lançamento da rede social, é aquele que convida os usuários a instalar aplicativos que lhes permitem saber quem visualizou seu perfil. Esse golpe é particularmente atraente para o público mais jovem, que pode ser mais inclinado a descobrir quem os bloqueou na rede, tais como adolescentes do Reino Unido que, de acordo com um relatório recente, são mais propensos a participar de serviços bem estabelecidos o como Facebook, do que os de outros países ocidentais, como os Estados Unidos. Créditos do Facebook Fake, pontos de jogo e hacks também são populares iscas para atrair crianças e adolescentes.

Aumento do Malware Móvel

Em dispositivos móveis, as ameaças podem vir através de aplicativos duvidosos, e os adolescentes acabam instalando sem ler cuidadosamente as permissões que os aplicativos buscam. Nesse contexto, um relatório recente sugere que 40 por cento das crianças já estão autorizados a usar smartphones ou tablets por uma hora ao dia; por isso, os pais devem ser extremamente diligentes para se certificar de que o acesso é seguro.

Ao mesmo tempo, o malware móvel continua em ascensão, com uma das ameaças mais populares representada pela família de malware SMSPay. O malware é, por vezes, entregue como um aplicativo ou incorporado em um jogo “inocente”, baixado a partir de terceiros; por exemplo, a especialista Bitdefender observou recentemente um arquivo malicioso semelhante em um jogo, que permite que as crianças possam cuidar de um animal de estimação virtual.

Controlando para Garantir a Segurança

A orientação que é dada aos pais que tem filhos que acessam constantemente a Internet, em específico às redes sociais, é que o software de controle parental pode ser excepcionalmente útil como uma ferramenta educacional para os jovens. Para muitas crianças, o controle parental impactou positivamente a sua percepção da Internet, tornando-se um ambiente mais seguro. Os pais que querem instalar o controle parental nos dispositivos das suas crianças, no entanto, primeiro devem explicar-lhes por que eles fizeram esta decisão, explicando o grande número de fraudes e de amostras de malware que são projetadas para atingir as crianças e os riscos associados.

Com esta abordagem, as crianças devem ser capazes de perceber a Internet como estivessem sendo supervisionadas por um “cyber-babá”, que vai cuidar deles on-line, monitorando suas atividades e protegendo contra as armadilhas da grande rede.

Em idades mais avançadas, a instalação de software de controle parental nos dispositivos que as crianças usam para acessar a Internet, deve ser feita com o seu consentimento. Os pais devem dizer-lhes que era puramente uma decisão técnica – assim como a instalação de um sistema operacional atualizado seria – e claramente expor as razões por trás dessa medida de segurança, deixando claro que não tinham nada a ver com espionagem em si, ou falta de confiança em seus filhos. As crianças devem saber que ter a supervisão de um adulto, irá ajudá-las a enfrentar perigos reais a partir dos quais elas podem não ser capazes de superar sozinhas.

Do mesmo Autor

Relacionados

Advertismentspot_img

Últimos Artigos

Privacidade no Windows 11 – Isso a Microsoft não discutiu

Privacidade no Windows 11 - Isso a Microsoft não discutiu: Uma coisa que a Microsoft não discutiu: Privacidade no Windows 11 - Sem nenhuma...

Mozilla diz que a Última Característica do Chrome 94 permite a Vigilância

Mozilla diz que a Última Característica do Chrome 94 permite a Vigilância: O cromo 94 caiu oficialmente. Como sempre acontece com uma nova versão do...

O WordPress usa cookies? LGPD

O WordPress usa cookies? Cookies são pequenos arquivos de texto que são armazenados em um dispositivo do usuário quando ele visita um site. Eles...

Quer se manter atualizado com as últimas notícias?

Gostaríamos muito de ouvir de você! Por favor, preencha seus dados e nós nos manteremos em contato. É muito simples!